Crédito ao consumo? O que é e quando utilizá-lo

O mercado brasileiro é bastante promissor. Ao atrair empresas multinacionais e incentivar as indústrias nacionais, criou-se uma nova demanda por crédito por parte da população. Afinal, produtos que antes eram restritos às classes A e B, passaram a concorrer com opções similares que surgiram para a classe C, mesmo quando essa nova classe média não pode pagar de imediato por aquele produto ou serviço.

Um bom demonstrativo dessa ascensão econômica é a fila dos cinemas: nos últimos anos, elas aumentaram exponencialmente, principalmente em dias de promoção. Tudo bem que um ingresso de cinema não compromete tanto do orçamento mensal, mas nossa observação do consumidor brasileiro pode ser ampliada para outros desejos maiores: comprar um veículo, fazer a viagem dos sonhos ou, até mesmo, comprar bens como computadores e notebooks. Se você não pode pagar à vista, ou usar o cartão de crédito, a solução é recorrer ao seu banco. Confira abaixo algumas situações especiais em que você pode conseguir um bom crédito para seu consumo.

Compra de um carro ou moto: cuidado com o CET

O transporte público brasileiro não atende de forma eficiente a população. É natural que a demanda por transportes privados aumente, como carros e motos. Para adquirir o seu possante, você pode contar com diversas opções do mercado. Cada instituição bancária tem suas taxas, mas é importante você observar o Custo Efetivo Total, ou CET.

De acordo com o Banco Central, o Custo Efetivo Total (CET) corresponde a todos os encargos e despesas incidentes nas operações de crédito e de arrendamento mercantil financeiro. Portanto, é obrigação da instituição em que você contrata o crediário informá-lo quanto será o valor total da transação.

Veja só: algumas pessoas acreditam que financiar um carro que custe R$30.000,00 junto ao banco significa pagar R$30.000,00 + juros no prazo contratado. Entretanto, existem taxas administrativas, impostos e encargos que, quando somados, ao valor do veículo e juros, aumentam consideravelmente o valor das parcelas – e do total pago. Por isso fique de olho!

A viagem dos seus sonhos: é preciso se programar

Diversos bancos oferecem crediário especial para viajar. Ainda que seja uma boa opção, é preciso se programar e ter em mente que, numa viagem, é comum gastar mais. Evite contratar um crédito cuja parcela vai pesar muito no seu orçamento. De preferência, no dia da viagem já esteja com tudo pago.

Seja prudente com os gastos durante a viagem e tenha sempre uma reserva estratégica para eventuais problemas.

Compra de eletroeletrônicos: crédito na loja

Muitas lojas oferecem uma opção própria de crediário para consumo de seus produtos. O cartão personalizado e o carnê de pagamento mensal são exemplos de créditos concedidos pelas próprias empresas. É preciso ficar atento à taxa de juros cobrada em cada caso, pois um produto aparentemente barato pode sair bem mais caro do que o previsto.

Você deve pesquisar em cada loja antes de comprar. Negocie e procure sempre baixar a taxa de juros.

Realizar os sonhos é uma das metas de todo ser humano. Com um pouco de organização e planejamento financeiro, aliado ao conhecimento das opções disponíveis e o crédito ofertado no mercado brasileiro, você pode viver os seus. Acredite e, principalmente, pesquise muito antes de decidir. O seu bolso agradece.


Comente »