Imóvel como garantia de empréstimo: saiba como funciona

Colocar um imóvel como garantia de empréstimo pode possibilitar que você consiga um empréstimo pessoal a uma taxa tão boa, ou até melhor, que a modalidade de empréstimo consignado que é notoriamente conhecida como uma das formas mais baratas de se conseguir empréstimo.

O problema do empréstimo consignado é que nem todo mundo tem acesso, uma vez que na maioria das instituições é pré-requisito ser um servidor público, aposentado ou pensionista do INSS, ou pertencer as forças armadas para conseguir este empréstimo com as taxas de juros mais atraentes.

O empréstimo com garantia de imóvel chega justamente para suprir esta demanda, de possibilitar empréstimos a juros baixos, em troca de algo que possa diminuir o risco da instituição que irá fornecer o crédito pessoal.

Empréstimos com imóvel de garantia tem crescido cada vez mais

Pesquisas indicam que 3 em cada 4 domicílios no país são próprios e quitados e portanto, poderia ser potenciais alvos destes tipo de empréstimo pessoal. Apesar do crédito com garantia de imóvel ser algo novo no país, no Banco do Brasil, que começou a oferece este tipo de empréstimo há pouco mais de um ano, já movimenta mais de R$ 500 milhões por mês desta forma, sendo que a média que o brasileiro recebe por empréstimo é de R$ 100 mil.

Os clientes deste tipo de crédito pessoal são normalmente pessoas que precisam pagar dívidas maiores e que estão atreladas a taxas de juros mais altas, ou empreendedores que precisam de capital para iniciar seu negócio, ou clientes que estão interessados em adquirir um imóvel para investimento.

Taxas de empréstimos com imóvel de garantia

Quem pretende colocar o imóvel como garantia de empréstimo vai se beneficiar de um dos menores juros do mercado. Porém, há outras taxas envolvidas, como a taxa de avaliação do imóvel que varia bastante de instituição para instituição. Abaixo segue as taxas das principais instituições que oferecem empréstimo com garantia de imóvel.

Caixa Econômica Federal

Taxa de juros: 0,98% a 1,48% a.m. + TR.
Prazo para pagar: até 30 anos.
Taxa de avaliação do imóvel: em torno de R$ 600,00.
Financiamento máximo: até 70% do valor do imóvel.
Empréstimo mínimo: R$ 20 mil.

Banco do Brasil

Taxa de juros: 1,45% a.m.
Prazo para pagar: até 15 anos.
Taxa de avaliação do imóvel: em torno de R$ 450,00.
Financiamento máximo: até 60% do valor do imóvel.
Empréstimo mínimo: R$ 20 mil.

Bradesco

Taxa de juros: 1,52% a.m. + CDI.
Prazo para pagar: até 10 anos.
Taxa de avaliação do imóvel: em torno de R$ 1.200,00
Financiamento máximo: até 70% do valor do imóvel.
Empréstimo mínimo: R$ 20 mil.

Santander

Taxa de juros: 1,53% a.m.
Prazo para pagar: até 15 anos.
Taxa de avaliação do imóvel: em torno de R$ 1.000,00.
Financiamento máximo: até 60% do valor do imóvel.
Empréstimo mínimo: R$ 30 mil.

Está pronto para fazer empréstimo com garantia de imóvel? Veja a documentação

Para fazer o empréstimo com garantia de imóvel você irá precisar comprovar que possui um imóvel em seu nome (através da escritura por exemplo), ter pelo menos 18 anos, e conseguir um avalista, que normalmente é a parte mais complicada. Toda a documentação pessoal sua, de seu cônjuge (se houver), do seu avalista e do seu imóvel deverá ser autenticada. Assim como na maioria das formas de empréstimo pessoal, seu nome será consultado nos órgãos de crédito para verificar se não há nenhuma restrição.


Comente »