Precisa de um empréstimo urgente? Saiba como conseguir

Começo de ano, material escolar para comprar, documentação do carro para pagar, seguros para renovar e de repente qualquer coisa que exija um pouco mais do bolso torna-se um imprevisto.

O fato é que independentemente da época do ano imprevistos acontecem: carros quebram, pessoas ficam doentes, consertos na casa precisam ser feitos e quando percebemos as contas estão atrasando, o limite do banco está no vermelho e o cheque especial estourando. Será uma questão de tempo até começar a perguntar aos amigos ou em sites pela internet como fazer um empréstimo urgente.

Segundo especialistas manter-se bem equilibrado emocionalmente é a primeira medida que deve ser tomada, desta forma outras decisões poderão ser tomadas com mais cautela. Sendo assim se estiver diante de uma situação como esta não se desespere, analise a situação, pese os prós e os contras e com certeza encontrará a solução mais adequada para o seu caso.

Como citado no início, o empréstimo pode sim ser uma ótima solução, no entanto, quando se precisa de dinheiro urgente a tendência é ir em busca do que aparentemente é mais fácil e rápido sem se preocupar em ter a cautela necessária para não transformar a solução em mais dor de cabeça.

Por isso manter a calma e analisar a situação é essencial para encontrar a melhor saída. Antes de solicitar um empréstimo é preciso saber as formas de empréstimo disponíveis, verificar a taxa de juros e então decidir qual será a mais indicada.

Preciso de um empréstimo urgente e agora?

Primeiramente deve concentrar-se no que precisa resolver. Fazer os orçamentos necessários e calcular os gastos que terá para resolver o imprevisto seja ele uma reforma, um conserto ou o pagamento de contas atrasadas. Importante manter o foco e evitar pensamentos do tipo “já que irei fazer um empréstimo vou pegar dinheiro pra comprar aquela roupa que quero faz tempo”.

Após chegar ao valor total que irá precisar para sair do vermelho você deverá analisar as opções de crédito e escolher a que melhor se encaixa para sua situação.

É importante ter uma coisa em mente, apenas será vantajoso fazer o empréstimo se conseguir o valor total que necessita. Caso contrário além de não resolver o problema por inteiro você ainda terá as parcelas do empréstimo para pagar.

Veja a seguir as formas de crédito mais utilizadas.

Adiantamento do 13º

Disponível para aposentados, pensionistas, ou para quem possui conta salário. Pode ser uma boa opção rápida, fácil e com taxas de juros atraentes.

Empréstimo com cheque

Para pessoa física que por algum motivo não consegue crédito através dos bancos. Necessário ter nome limpo e cheque. Pode ser pedido por autônomos. Se você não é aposentado, pensionista nem servidor público esta pode ser uma boa opção. Basta comprovar a renda e não ter restrição no nome.

Crédito Consignado ou Empréstimo com desconto em Folha

Empréstimo pessoal oferecido a aposentados, pensionistas, servidores municipais e estaduais e funcionários de empresas privadas conveniadas. Uma das modalidades com as menores taxas de juros.

Esta é sem dúvida a melhor forma de empréstimo. É rápida, sem burocracias e tem as melhores vantagens tanto nas taxas de juros quanto no prazo para pagamento que pode chegar em até 60 meses.

Empréstimo sem consulta

Oferecido a aposentados, pensionistas e servidores públicos que possuem nome com restrição ou que já excederam a margem consignável. Taxas de juros altas e pouco tempo para pagamento. Esta é a opção dos que realmente necessitam de dinheiro urgente. Deve ser utilizada com cautela principalmente se a margem consignável já foi comprometida. Neste caso corre-se o risco de simplesmente ter todo o salário ou benefício comprometido com o pagamento de empréstimos.

E no meio de tanta correria vale lembrar que os empréstimos online também são uma boa opção para resolver a situação de forma rápida e com comodidade. Basta acessar o Internet Banking do seu banco ou procurar uma financeira que ofereça este tipo de serviço não esquecendo é claro, de tomar as devidas precauções.


Comente »